Atividades | Rituais do 7º Raio | Benção do Dinheiro

Benção do Dinheiro

Entre em sintonia com o Conceito Imaculado do Dinheiro e venha criar conosco os Cinco Poços da Abundância, a partir de duas cédulas do maior valor que você puder levar para o Santuário.

  • quarta, às 19h (consulte a Programação mensal)
  • Atividade gratuita
  • Facilitadora: Teresa Batista
  • No Núcleo Chama Trina
dinheiro2

Uso Espiritual da Energia do Dinheiro

 O planeta Terra não deveria conter a experiência do dinheiro se tivesse seguido seu curso natural como nós conhecemos,pois essa energia na sua origem,sua causa 1ª está relacionada ao momento da criação de DEUS-PAI/MÃE, que cria condições de cada ser receber o que necessita.

As primeiras representações do dinheiro começaram pouco antes do afundamento de Atlântida.

Antes disso não se trabalhava com a troca (a ideia de troca contém o germe da cobiça), pois cada um materializava do Universo tudo o que precisava criar.

Quando havia uma perfeita conexão entre o homem e o Reino Dévico, na porção de terra onde o homem habitava, este entrava em contato com os seres elementais da região e estes mostravam ao homem onde havia o que era necessário e o homem então extraía reverenciando a Terra, os Elementais e o Universo. A Terra dava e o homem usava com sabedoria.

Quando a conexão foi quebrada nasceu no homem a ideia que aquilo que ele precisava estava em outras partes, gerando necessidades novas que a terra onde habitava não supria.

O homem passou a negociar o que tinha com povos de outras regiões.

No início havia uma grande reunião na LUA CHEIA onde pessoas de regiões diferentes se encontravam e cada uma levava sua produção excedente, colocando num local comum ao de outras produções de outros lugares.

Depois começou a troca de uma determinada quantidade de um produto pela mesma quantidade de outro.

A mente humana, trabalhada desequilibradamente então achou que um produto valia mais que o outro por uma série de razões diferentes e, na troca, começou então o processo de uma pessoa ter que dar mais que recebia, pois a outra achava que seu produto era mais valioso.

Essas experiências originaram o dinheiro, como resultado da desconexão entre o homem e a Terra, e a Deus (Fonte).

O dinheiro surgiu como uma dispensação da Hierarquia.

Quando as guerras se tornaram muito sangrentas, Sanat Kumara veio para cá, salvando o planeta da destruição total, fazendo evoluir em primeira estância o reino dévico. ELE trouxe também uma dispensação da hierarquia em forma de voto de confiança ao homem, produzindo símbolos para que as trocas acontecessem pacificamente.

O reino dévico é o que produz a abundância e forneceu, a partir do reino mineral, material para que fossem confeccionadas moedas.

Posteriormente o reino dévico em sua forma vegetal se ofereceu e com a extração da celulose das árvores criou-se o papel moeda.

 

(Honrar cada moeda e dinheiro. Resgatar a memória de que aquilo é um símbolo, uma manifestação da parte de um corpo de um Ser Divino. Assim estamos curando a memória de uso e abuso de dinheiro).

O sacrifício do reino dévico não conseguiu a reciprocidade humana e o materialismo trabalha ainda a consciência da humanidade. Criou-se a consciência da pobreza, após éons de adestramento da mente da humanidade.

Só existe pobreza na 3ª dimensão. Fora dela, existe fartura, equilíbrio, riqueza.

A pobreza representa o último estágio da desconexão entre o homem e o éter da Terra e do Sol.

Dinheiro: energia etérica do reino dévico (mineral e vegetal), criado para que todos tivessem a mesma condição em igualdade, mas isso não aconteceu e o homem tomou um caminho de dispersão e ganância.

Quando alguém segura uma moeda de prata, segura na realidade o SER DA PRATA.

 

Imã Cósmico=Bóson Deus (Partícula Deus) – uma super-partícula que tem super poder magnético (para atrair) e eletrônico (para expandir).

Se o ser humano tivesse mantido a consciência da fartura poderia materializar o que quisesse.

Hoje, ao pegarmos o dinheiro entramos em conexão com a cultura local sobre esta energia e com a consciência da pobreza ali plantada.

Eliminar a consciência da pobreza

Capacitar a cada um a materializar na sua vida pessoal todo o dinheiro necessário ao seu trabalho pessoal, à sua identidade, respeitando a identidade divina de cada um, despertando em cada um a sua origem cósmica de nascido dentro de um CÍRCULO DE LUZ COM UMA CHAMA TRINA, provocando a causa original.

O homem então lança sementes de amor, paz, fartura, saúde, e tudo que precisar.

Esta experiência é absolutamente necessária agora, pois a sociedade só valoriza aquele que tem dinheiro em grande quantidade.

Recuperar em cada discípulo as leis que regem o infinito fluir da prosperidade; dar e receber e oferta e procura.

O discípulo tem que pensar assim: Se dou, recebo multiplicado na potência de (10.000 x 10.000).

Devemos ofertar sem preocupação, sabendo que nunca vai nos faltar, pois a estrada é desimpedida na sua totalidade.

 

Etimologia das palavras…

 

RIQUEZA – vem de uma raiz de uma palavra chamada REIKS (que também é da mesma raiz da palavra REIKI), que quer dizer o Fluxo do Poder de Deus que nos torna capaz de criar.

 

DÍZIMO – o retorno ao UM, vem de DEZ (1+0=1), o retorno a Deus.

 

Dê Dez Por Cento de Você Mesmo para Deus (instrução da Sumith)

Outro segredo para a prosperidade é dar dez por cento de si mesmo para Deus. Não existe lei que nos impeça de dar mais, mas penso que dar a menos é depauperar a semente.

Dar um décimo é conhecido com pagar o Dízimo. Hoje eu lhes transmitirei uma revelação referente à palavra Dízimo em inglês – tithe (pronunciado táide). Eu a ouço como tie thee (pronunciado tai dhi), onde tie significa unir e thee é a forma arcaica de “tu”, significando portanto uni-vos.

Os dez por cento são a porção do talento Divino que se transforma na semente que os une à sua Presença Divina, a Deus, à Grande Fonte, de forma a que o próximo ciclo decimal se cumpra e prolifere.

É o zero, onde tudo começa. Vem depois o um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove e . . . – aí vocês “desejam” unir-se novamente à Presença.

“Tie thee” significa o elo, a união com a Fonte, à fonte do seu suprimento. No ato de dar estes dez por cento, estamos plantando a semente que fará o nosso suprimento se multiplicar no próximo ciclo.

Se negamos isto a Deus, acabamos por não ganhar mais nada. Se guardamos para nós mesmos perdemos, porque não existe a semente para plantar o próximo ciclo.

DINHEIRO – ou está ligado à raiz DI(que deu a palavra Denário) – a raiz DI vem de dividir e também energia vital – ou está ligado à raiz MA (que deu a palavra Money, que é a Força de Deus como Mãe). Então, DINHEIRO é: compartilhar a Energia Vital, compartilhar a Energia (Força) da Mãe.

LUCRO – vem da raiz LU, que quer dizer a Luz que flui. LUCRO é a Luz que flui e traz Felicidade e Paz.

 

POBREZA – originalmente a palavra pobreza vem de PUER, criança, o Potencial, aquilo que não tem e vai ter.

 

CAMINHOS PARA RESGATAR OS OBJETIVOS DA HIERARQUIA PARA USO DO DINHEIRO:

 

1º: Discípulo ter a consciência de que o dinheiro é prana do 7º raio (nossa capacidade de transmutação) e do 2º raio (sabedoria)

 

2º: Entendermos nossa condição de Identidade Divina no Reino da Causa.

 

3º: Reiniciarmos o processo de ligação com a consciência da Fartura, da Opulência, da Abundância, com as leis do DAR E RECEBER (Deus Pai/Mãe nos e nós recebemos; nós de bom grado, damos a Deus Pai/Mãe nossa Gratidão e Energia individual qualificada positivamente e Eles recebem com amor) e OFERTA E PROCURA (Deus Pai/Mãe nos oferta/disponibiliza toda energia necessária à satisfação das nossas necessidades; quando temos necessidades, procuramos na Fonte essas energias totalmente disponíveis).

 

4º: Cada discípulo tem que ser um agente do uso espiritual do dinheiro no cotidiano, sendo artífices (fabricador, artesão) da ascensão e liberdade, e os processos de deterioração então serão cortados.

 

Passos decisivos para a concretização de um objetivo:

EU QUERO, EU ESCOLHO, EU ME COMPROMETO!

 

Por força da Lei da Atração, o Universo faz o que está em Seu (Dele) alcance para dizer SIM e atende seus desejos.

O QUERER de verdade tem 3 etapas: Eu quero, eu escolho, eu me comprometo.

Comprometer-se é DEDICAR-SE incondicionalmente. Atitudes de nunca desistir. Programar a mente para coisas positivas. Acreditar piamente no que QUER.

Uma vez que você se compromete o Universo se apressará em ajudá-lo.

O Universo ajudará, guiará, apoiará e fará até milagres a seu favor, mas você tem que se COMPROMETER.

O Universo conspira a favor, mas exige Movimento, Ação, Atitude, Dedicação, Interesse.

Assuma a sua RESPONSABILIDADE!!

Outras terapias

DSC09570

Rituais do 7° Raio

  • quartas à 19h (consulte a Programação mensal)
  • Atividade gratuita
reiki.3

Reiki

  • Quartas, às 19h (consulte a Programação mensal)
  • Atividade gratuita
  • Traga sua rosa branca
Terço_n

Terço de
Saint Germain

  • terças, à 20h
  • Atividade online pelo Messenger