Atividades | Oficinas de Autoconhecimento | Cuidado entre Fadas

Cuidado entre Fadas

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

  • quartas, de 17h à 18:30h
    sextas, de 10h à 12h
  • Atividade gratuita
  • Facilitadora: Teresa Batista
  • No Núcleo Chama Trina

São círculos de mulheres cuidando e empoderando mulheres. Vamos em busca da Consciência das Fadas – ou da Sabedoria das Fadas – onde a mente (o filtro que nos torna separadas do Cosmos) é colocada a serviço da Consciência, para a absorção de nossa Natureza Cósmica, a Pura Natureza Feminina.

A quem se destina: a mulheres que desejam se empoderar e se proporcionar bem-estar através do cuidado recíproco; para mulheres que desejam encontros de cura, partilha, celebração,  verdade, confiança, compaixão e autenticidade, onde o que é dito ali permanece, onde não há julgamento e podemos mostrar e ser quem somos: em beleza, vulnerabilidade e poder.

 

Programa:

  • Vivências com a energia corporal, como o taurus e os anéis energéticos de Reich, objetivando o encontro com a alegria, o aumento de potência, a liberdade e a mística das Fadas.
  • Vivências de unificação com a Pura Natureza Feminina.
  • Assumir a Luz e encarar a sombra.
  • Diálogos reconfortantes e fortalecedores para elevação da vibração interna.
  • Ressignificação dos contos de Fadas – Temas: O Príncipe Encantado (ou Alma Gêmea), A Bruxa Má (Quem é?; as Sabotagens); A Floresta Ameaçadora (o seu Dia-a-dia); A Fada Madrinha (seu Poder Interno); A Mãe Ausente (o Feminino “indefeso”); O Pai Viúvo (o Masculino “incapaz”).

Para Ernest Bloch no centro do conto de fadas se encontram “tendências para a liberdade, para uma superação dos limites naturais”.

O conto é um espelho mágico no qual somos convidados a mergulhar, a fim de nos reconhecermos. Não no sentido de nos afogarmos numa autocontemplação estéril, como Narciso, mas antes no de nos observarmos tal e qual somos, para além das aparências.

Existe em cada um de nós uma princesa encantada (ou fada) que achamos feia e abominável: são os nossos recalques, que vivemos sob a forma de vergonha, inveja, cólera e desencorajamento, entre outros. Se aprendermos a ver esses instintos nesse espelho de verdade que são os contos, poderemos contemplar as verdadeiras belezas que habitam em nós e que choram enquanto aguardam a sua libertação.

Essas princesas/fadas só têm um herói: nós mesmos. É a nós que compete libertar o nosso reino interior e a princesa/fada belíssima que nos espera. É a parte mais íntima do nosso ser que encontramos no espelho dos contos e que nos conduz à libertação e ao desabrochar pleno. Existe uma identidade perfeita entre nós e o conto. O conto é a nossa história. É a encenação metafórica de aspectos nossos que ignoramos, recusamos, ou que não sabemos ver tal e qual são. Se conseguirmos penetrar no espelho e reconhecer a nossa imagem, se escutarmos o conto para nele encontrarmos aspectos concretos da nossa existência, bastar-nos-á pôr em prática as suas propostas e viver a nossa vida segundo esse modelo de verdade.

Outras terapias

38061902_1342314405900758_2868892339588300800_n

Rituais do 7° Raio

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, 

  • quartas à 19h
  • Atividade gratuita
mestres fraternidade branca

Reiki

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, 

  • quartas, de 17h à 18:30h
    sextas, de 10h à 12h
  • Atividade gratuita
Saint-Germain-Ascended-Master-1500x580

Terço de
Saint Germain

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, 

  • terças, à 21h
  • Atividade gratuita